Workshop de Graffitis

"MAIS UMA FORMA DE COMUNICAÇÃO COM A COMUNIDADE SURDA"

Dia 28 de Março de 2009, no Jardim Pescador Olhanense em Olhão



A Associação de Surdos do Algarve recebeu com júbilo um convite para nos associarmos ao “Projecto Graffitis D’Olhão”, e em conjunto desenvolvermos um Workshop sobre Graffiti e apresentação de trabalhos, contemplando um grupo de jovens surdos, desde logo reconhecemos ser pertinente o projecto e de imediato o assumimos como fazendo parte dos nossos objectivos.



Este projecto que é “único”, permite interagir entre a Comunidade Surda e Ouvinte. Aprender técnicas e conceitos, afim de desenvolver trabalhos conjuntos é gratificante, no entanto o indício de maior relevância será a partilha de interesses e conhecimentos. Verificar como os jovens surdos e ouvintes vão captar a aprendizagem, como culturalmente é assimilada e transmitida pelos grupos distintos.


A realização dos trabalhos é feita na via pública permitindo deste modo, comunicar com os transeuntes pela oralidade e através de LGP (Língua Gestual Portuguesa, língua traduzida em gestos que permitem ao surdo comunicar, dado que não conseguem verbalizar porque não ouvem) de modo a criar sensibilidade para a temática da surdez e divulgar uma das formas de poder comunicar com o surdo.


Através da mímica e da expressão, o ouvinte pode fazer-se entender ao interlocutor surdo. A persistência e a calma são factores determinantes.


Este projecto “único” e dinâmico pretende passar algumas mensagens, tal como demonstrar que é fácil comunicar com a comunidade Surda desde que estejamos receptivos, chamar a atenção dos passantes para os problemas da delinquência, o desajuste da juventude, a exclusão e a marginalidade de grupos ou pessoas. Fazer passar o recado que além da pobreza social existe também a pobreza mental.

Consideramos que todos os cidadãos devem prestar ajuda à Sociedade, fazendo chegar a sua voz e apoio aos mais necessitados e que deve exercer junto das Entidades Estatais pressão para que estejam atentas aos problemas sociais e económicos de modo a que se construa uma sociedade mais justa e mais inclusiva.

A ASA agradece a oportunidade de fazer parte deste projecto peculiar, diferente e único.


O Presidente da Direcção
Bruno Brito

1 comentários:

Idelson disse...

Ola, sou Idelson, de Mocambique concretamente em Nampula. Gostei mto da vossa Ass. e os projectos. Eu xtou criando uma associacao ca em Nampula que visa a ajudar os jovens deficientes em particular aos surdos e mudos no acesso as tecnologias de Informacao e Comunicacao.
Gostaria de me contactar melhor convosco e mostrar o meu projecto e possivelmente espero contar com a vossa ajuda.
e-mail: elssnv@gmail.com
Obrigado!